Friday, November 09, 2007

Eça de Queirós “psicanalizado"

Num livro recentemente publicado, o Dr. Pedro Luz procede à “psicanálise de Eça”. Como Eça não se pôde deslocar ao consultório do Dr. Pedro Luz e deitar-se no divã, o psicanalista foi ao encontro de Eça na biografia que dele se tem feito e na sua obra. Eu gostava de acreditar nestas histórias delirantes contadas por psicanalistas com a alegria com que devo ter acreditado na infância na existência do Pai Natal. Não consigo. E pergunto-me qual será a pulsão inconsciente que leva pessoas presumivelmente sérias e respeitadas como o Dr. Pedro Luz a perder-se, com os deleites de uma imaginação infantil ou primitiva, nos labirintos da sexualidade de um escritor. Não sei responder. Tanta inexperiência e ingenuidade no comentário dos textos literários e tanto ardor e credulidade na denúncia de supostos vícios e "anormalidades" espantam. Será fantasma de médico pôr-se a brincar aos cientistas? Pensava eu que este tipo de "ciência", este encontro tão entusiasta de causalidades sem fundamento, estava definitivamente ultrapassado. Enganei-me. A reunião num só livro de tantas divagações vai contribuir para desacreditar aquilo que na herança de Freud ainda é digno de crédito. Aconselho a leitura de O Alienista, de Machado de Assis.

No comments: