Tuesday, February 06, 2007

em vez de

eu posso escrever qualquer coisa acerca de qualquer
coisa
em vez de fazer qualquer coisa em vez de
qualquer coisa
e quando deus no fim contabilizar
tudo o que eu produzi
talvez lhe interessem algumas
das coisas que eu disse e
algumas das coisas que eu fiz
talvez deus ponha ao seu
lado esquerdo aquilo que lhe
parece ter valor e ao seu
lado direito o que lhe parece
ter sido pura perda de tempo desvio da vocação erro

inutilidades coisa sem interesse. mas como saber o que
agrada a deus? eu não acredito no diabo evidentemente
para mim deus é um ditador absoluto que não tem de
dar contas a ninguém dos seus actos das suas decisões
dos seus juízos de valor dos seus afectos das suas opiniões
era o que faltava e aqueles que inventaram o diabo estavam
a brincar connosco evidentemente mas os que inventaram
deus
nem por isso estavam menos a brincar connosco temos
de
reconhecer quando a vida é insuportável é bom acreditar
no paraíso quando os esfomeados ou os preguiçosos
ameaçam os que têm todo o conforto e riqueza é bom
que deus funcione como policia e juiz severo. enfim
já se entendeu a lógica do meu raciocínio não vou por
isso cansar-me a explicar melhor nem a tocar
em todos
os aspectos da questão o meu problema
neste momento
era apenas o de saber se valia a pena
realmente escrever
alguma coisa ainda que sem grande
convicção só para
não ficar aqui em silêncio inerte a pensar
em quem está
ausente em quem me apetece ver e não posso
naquela
curiosíssima rapariga que escreve histórias espantosas

a falar de homens que a beijam e me deixa morto de ciúmes

No comments: